Mudança promete um novo espetáculo de Carnaval

Quarta, 20 de Dezembro


A mudança impunha-se há já algum tempo e eis que é chegado o momento do Carnaval de Estarreja assumir na avenida o trabalho conjunto que tem vindo a ser feito pela Câmara Municipal de Estarreja e Associação do Carnaval de Estarreja (ACE) e que promete “mudar substancialmente o nosso Carnaval”, anunciou Diamantino Sabina. As duas entidades formalizaram o protocolo de cooperação financeira, tendo em vista a organização da edição de 2018. Trata-se “do primeiro passo de uma nova etapa” deste que é um dos eventos mais emblemáticos do município.

 

Assinalou-se no dia 15 de dezembro de 2017 a formalização do acordo que resulta do trabalho de reposicionamento e requalificação do Carnaval de Estarreja, sendo 2018 o ano de implementação da estratégia definida. O novo conceito passa pelo alargamento da área de ocupação do evento na cidade, levando-o até ao Parque Municipal do Antuã, onde será criado o “Sítio do Carnaval”. O evento “carecia de uma mudança” e era necessário dar-lhe um “novo palco”, explicou o Presidente da CME, tendo como foco fundamental o espectador e a melhoria de condições de acolhimento de públicos e de espetáculo.

 

Mas as alterações serão mais profundas, assumindo a Câmara Municipal mais responsabilidades e com novas garantias de subsistência aos grupos de Carnaval. Haverá um “incremento de 10% no número de elementos comparticipados, através da ACE, o que reflete a nossa aposta no Carnaval e nos grupos e no trabalho que desenvolvem que é excelente”, afirmou a Vereadora da Cultura, Isabel Simões Pinto. O valor atribuído por figurante é de 110€, até um máximo de 45 elementos nos grupos folia e até 110 elementos nas escolas samba. Neste novo modelo, em que a autarquia passa a assumir a bilheteira, “o financiamento aos grupos estará sempre garantido”, independentemente da realização dos corsos, por causa do mau tempo, e dos resultados de bilheteira, reforçou Diamantino Sabina.

 

A ACE, na voz do novo presidente da direção, Pedro Silva, reconhece que este “é um passo muito importante para os grupos e para a associação e é um esforço muito grande da parte do Município”. A autarquia está segura de que os grupos estão “empenhados e unidos em transformar o nosso Carnaval num Carnaval ainda melhor, resultando num espetáculo que as pessoas queiram visitar e usufruir”, refere Diamantino Sabina. Os principais protagonistas deste espetáculo garantem que irão “fazer um grande trabalho para que o Carnaval de 2018 seja um dos melhores”, assegura Pedro Silva.

 

Com um orçamento global de 350 mil euros, a autarquia assume os meios financeiros, logísticos e humanos para uma eficaz e eficiente organização e gestão de todos os recursos, num novo modelo de gestão em sintonia com a ACE. Isabel Simões Pinto está convicta que “será um marco na história do nosso Carnaval e vai fazer a diferença”, fortalecendo o Carnaval de Estarreja enquanto demonstração cultural, artística e identitária do território.

 

A Câmara Municipal irá ainda intervir no novo percurso “ao nível da colocação de iluminação” e no Multiusos, que irá acolher o Espaço Folia “para correção acústica do espaço e criação de condições de segurança”.

 

A programação decorrerá entre 13 de janeiro e 13 de fevereiro de 2018, com os principais corsos agendados para os dias 11 e 13 de fevereiro. Inclui uma oferta mais abrangente da qual fazem parte os grandes corsos e um programa complementar que integra concertos, espetáculos e espaços de atelier.

carnaval@acestarreja.pt